Cuidados com os olhos durante o trabalho

  • Profissionais que trabalham em ambientes com baixa umidade do ar (calefação ou ar-condicionado intenso) ou que ficam muito tempo em frente ao computador estão sob risco de apresentar ressecamento ocular. O ressecamento ocular, por sua vez, pode gerar ardência, olho vermelho e até diminuição da visão. Assim, nestas condições, o uso de lubrificantes oculares pode ser benéfico, aliviando os sintomas e preservando a saúde ocular.
  • Use óculos de proteção em todas as atividades em que existam partículas que possam atingir os olhos. Como exemplos, podemos mencionar os trabalhadores da construção civil ao quebrar ou lixar paredes, os que lidam com esmeril e as atividades de cortar (ou polir) madeira ou outros materiais.
  • Profissionais das áreas da saúde, como médicos, dentistas, enfermeiros e veterinários, devem usar óculos de proteção em procedimentos nos quais exista o risco de contato com fluidos potencialmente contaminados, como sangue, por exemplo.
  • Trabalhadores rurais devem tomar cuidado com os traumas por vegetais, como gravetos, folhas, espinhos e palhas. Além do trauma mecânico, estes vegetais podem conter fungos de difícil tratamento. Portanto, os óculos de proteção são recomendados em atividades que possam envolver tais riscos, como cortar grama, fazer podas ou derrubar árvores, por exemplo.
  • Ao trabalhar em ambientes com muita poeira, como acabamentos com gesso, por exemplo, além do uso de máscaras e óculos de proteção, é bom usar um colírio lubrificante de tempos em tempos para ajudar na limpeza da superfície ocular.
  • Quem trabalha com radiação ultravioleta (UV) ou luminosidade intensa, deve usar óculos capazes de filtrar a maior parte destas radiações, a fim de evitar danos para a retina. Como exemplo, citamos especialmente as atividades com solda, que exige o uso de uma proteção especial. Também devemos lembrar de quem trabalha ao ar livre, como policiais e salva-vidas, os quais devem usar óculos de sol com boa proteção contra a radiação UV.
  • Na dúvida, consulte um médico do trabalho ou um médico oftalmologista para obter mais informações sobre proteção ocular nas suas atividades durante o trabalho.
  • Lembre-se: prevenir é melhor do que remediar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *