Estudo revela o papel dos óculos como protetores contra lesões oculares causadas por airbags em acidentes de trânsito

Já foi demonstrado que o uso combinado dos airbags e dos cintos de segurança pode reduzir o risco de morte em mais de 50%. Contudo, um estudo recente* revela que os airbags podem causar lesões oculares, especialmente em usuários de alguns tipos de óculos. Após dois anos de trabalho, a pesquisa patrocinada pela Fundación Mapfre*, na Espanha, demonstrou que os óculos podem atuar como fatores de proteção ou como elementos de risco ao indivíduo, dependendo do tipo de lente e da armação. Assim, óculos com armações que não abraçam totalmente as lentes (armações “abertas”) e lentes de cristal ou outros minérios, tendem a funcionar como um fator de risco, pois estas lentes podem se quebrar com o impacto e seus estilhaços podem causar lesões oculares. Já as armações “fechadas” (que abraçam totalmente as lentes) e as lentes orgânicas podem atuar como fatores de proteção, ajudando a evitar lesões causadas pelos airbags. Além das lentes orgânicas, outros materiais sintéticos que apresentam maior resistência a impactos também podem oferecer proteção ocular. Estima-se que, quando ocorre o disparo do airbag em choques a 30 km/h, os óculos de armação “fechada” permanecem no rosto e não se quebram, na maioria dos casos, oferecendo um potencial efeito protetor.

* O estudo pode ser acessado em: www.fundacionmapfre.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *