Pingüécula

O que é a pingüécula?

A pingüécula consiste em uma alteração conjuntival próxima ao limbo corneano, geralmente elevada e de coloração levemente amarelada.

Pingüécula é o mesmo que pterígio?

Não. Apesar de parecida, a pingüécula não é a mesma coisa que o pterígio, pois não costuma invadir a córnea, como ocorre nos casos de pterígio.

Quais são os sinais e sintomas da pingüécula?

A pingüécula pode gerar sintomas como ardência, sensação de corpo estranho, lacrimejamento e sinais como hiperemia ocular (olho vermelho).

Qual é o tratamento?

Geralmente a pingüécula não requer tratamento especial, pois não costuma invadir a córnea, ao contrário do pterígio. Contudo, alguns casos podem apresentar sintomatologia intensa, gerando desconforto (ardência, sensação de areia), justificando o seu tratamento. Nos casos mais leves, o uso de colírios lubrificantes pode ser o suficiente para aliviar os sintomas. Já em casos mais severos, pode ser realizada cirurgia para a correção da pingüécula.

Como é a cirurgia da pingüécula?

A cirurgia consiste em retirar a lesão, podendo-se recobrir a área afetada com transplante conjuntival, uso de membrana amniótica ou aproximação dos bordos conjuntivais com cola de fibrina ou uso de suturas. Além disso, caso a área afetada seja pequena, podemos optar por deixar a área sem recobrimento, a fim de que seja recoberta pelo processo de regeneração conjuntival (re-epitalização).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *